Familinha Feliz – pack de expansão

Posted in aleatórios, textos on May 17th, 2011 by D. Vespa

Montei um pack de expansão pra esses adesivinhos maneiros que as pessoas supimpas estão usando pra destruir a lataria dos carros. Tentei abranger os membros das famílias que ninguém lembra – ao menos eu nunca vi estes na banca de jornal pra vender. Acredito que eles devem sentir-se excluídos, uma espécie de “gente diferenciada” dentro do próprio núcleo familiar.

Tio bêbado

Pai/Tio bêbado

Quem nunca teve uma festa de aniversário que um tio ou pai mamado que arrumou briga ou vomitou nas crianças? Essa figura folclórica, que sempre teve lugar em nossos corações, agora tem uma representação pictográfica para morar também na traseira do carro da família.

Parente morto

Parente morto

Afinal, não é porque morreu que deixou de ser parte da família. Esse adesivo pode ser personalizado com o nome do falecido, uma bonita homenagem.

Familiar Presidiário

Parente presidíario

Aquele parente que está distante mas nunca sai da memória e que em alguns anos voltará ao seio familiar. Nesse caso especifico não é um adesivo e sim um imã, para que ele seja reaproveitado pra cada camburão que ele passear.
Monstro do espaço

Monstro do espaço

Você faz parte de alguma seita maluca? Acredita no ET de varginha? Esta ansioso pelas mensagens do ET Bilu? Este adesivo é feito pra você! Há quem use como representação de sogras também, mas isso não é aconselhável – tende a dar alguns conflitos familiares.

Zé Droguinha

Aquele primo, irmão, cunhado ou simplesmente alguém que apareceu em casa e ninguém tem muita certeza se é parente ou não, mas é suuuuper mente aberta e tem um pensameeeento suuuuuper pra frente, muitas vezes tão pra frente que ele nem mesmo consegue alcançar.

Dançarina Exótica

Dançarina Exótica

Com tantos filhos delas por aí, não poderiamos deixar de fora as pu… Dançarinas exóticas. Pode ter certeza, este é um dos adesivos que mais aparecerão no trânsito, milhares de motoristas, grande parte de ônibus, motoboys e playboys, mostrando seu apreço pela mãe.

parente morto vivo

Parente morto-vivo*

Esteja preparado para o apocalipse zumbi com este lindo adesivo! Saia na frente de todo mundo e garanta agora o seu, antes que a demanda futura acabe com todos os estoques

Gêmeos siameses

Gêmeos Siameses

Se sua família foi abençoada com a sorte de ter duas novas bocas pra alimentar mas apenas um estômago, este adesivo será(ão) a(s) representação(ões) do(s) seu(s) pimpolho(s).

——————–

Quem quiser o arquivo pra imprimir/fazer essa expansão, é só entrar em contato comigo. Sugestões para novos familiares também são bem vindas – vamos incluir todos aqueles que foram esquecido por essa elite burguesa que molda as regras dos adesivos de familinha feliz. Seja babaca de por estes adesivos no carro, mas UM BABACA DE ATITUDE!

*Parente morto vivo – sugestão do amigo @pigmeuftr

Posts Relacionados:

Tags: , , , ,

Zumbi Fashion Week

Posted in apocalipse, quadrinhos on November 11th, 2009 by D. Vespa

Posts Relacionados:

Tags: , ,

O Messias

Posted in apocalipse, quadrinhos on November 11th, 2009 by D. Vespa

Posts Relacionados:

Tags: , ,

Mega Mass

Posted in apocalipse, quadrinhos on November 11th, 2009 by D. Vespa

Este episódio tem algumas referências auto-biográficas. Segue um texto que o Lonefreak escreveu na época que fizemos esta página:

“Tirando o fato de eu nunca ter me tornado um zumbi, Mega Mass surgiu como uma história autobiográfica. Eu fui um nerd magricela que se juntava pelas escadas da escola com seus amigos nerds pra falar nerdices. Não que eu tivesse a consciência, na época, que essas – inteligência, afinco, criticismo – características não seriam exatamente consideradas vantagens no nosso mundo. Outros valores já eram mais importantes e, no fundo, isso nunca me incomodou. Mas hoje, sabendo melhor como são as coisas, o Zumbi Demolidor ficou engraçado ao se tornar o panaca fortinho e burro que todos adoram. E aposto uns dentes que ele é bem feliz. =)

A frase “eu era um garoto magricela e cuzão” eu tirei da letra de uma das fantásticas músicas de uma banda chamada Os Boquetas, cujo vocalista, Fernando La Gamba, é um grande amigo. A música, que empresta o título ao número 12, pode ser baixada daqui. A letra encaixa perfeitamente no contexto desta história #apocalíptica. E no diário, a frase “dar pra mim que é bom, ninguém quer”, Danilo resgatou do Duas Caras, seu amigo, dos finados blogs Whorpa e O Arroto. Viva os mortos!!

E convenientemente no dia em que falamos sobre os valores que são empurrados pra gente nesse mundo besta e capitalista, estreamos nossos links do AdSense. Google bless this site!! Amém.

See ya”

Os Adsense eu tirei, chega de poluição visual por uns tempos. A música dos Boquetas você ainda pode conferir aqui.

Posts Relacionados:

Tags: , ,

Clube da Rinha

Posted in apocalipse, quadrinhos on November 11th, 2009 by D. Vespa

Posts Relacionados:

Tags: , ,

Salvos!

Posted in apocalipse, quadrinhos on November 11th, 2009 by D. Vespa

Posts Relacionados:

Tags: ,

Breve, num cinema perto de você

Posted in apocalipse, quadrinhos on November 11th, 2009 by D. Vespa

Posts Relacionados:

Tags: , ,

Área de risco

Posted in apocalipse, quadrinhos on November 11th, 2009 by D. Vespa

Posts Relacionados:

Tags: , , ,

Apocalipse, o ínicio (o mundo pós Large Hadron Collider)

Posted in apocalipse, quadrinhos on November 11th, 2009 by D. Vespa

Apocalipse é uma história em quadrinhos que surgiu por acaso de postagens aleatórias no Twitter. Tudo começou com uma piada sobre um mundo pós-apocaliptico (DÃ!) consequente de uma suposta explosão do LHC (Large Hadron Collider), o maior acelerador de partículas do mundo (que por algum motivo bizarro muita gente achava que ativa-lo destruiria o mundo de alguma forma). Depois de dois ou três posts como que de alguém que sobrevivia neste mundo (que conta com baratas gigantes, gerentes de projeto zumbis e advogados canibais), outra pessoas aderiram à palhaçada e, sem querer, foi criado um cenário consistente que sustentaria facilmente um jogo, um seriado ou – mais fácil, mais barato e mais rápido – uma HQ.

O resultado é um roteiro razoavelmente extenso de mais de 200 posts, todos estes com menos de 140 caracteres (cada episódio/página pode ser sintetizado facilmente num texto com este número de caracteres.)

É um tanto complicado dizer quem são os roteiristas da história pois todos contribuem continuamente com idéias, e a forma como se misturam, tira bastante o conceito autoral da coisa toda – todos somos os autores ao mesmo tempo que nenhum de nós é, tudo é um jogo de “escada” de uma idéia sob a outra. O que acabamos passando para o papel (pra tela, na verdade) é apenas uma compilação dessa verborragia desenfreada, de onde Lonefreak escreve o argumento em cima do roteiro e eu transformo em referências visuais.

Participaram da brincadeira:

dvespa
lonefreak
maxwell_lord
rhittmann
krateria
ila_coimbra

Posts Relacionados:

Tags: , , ,